Confrontos no Sri Lanka deixam 159 mortos

Os recentes confrontos entre tropas do Exército cingalês e militantes tâmeis do grupo Tigres de Libertação do Tâmil Eelam, no norte do Sri Lanka, provocou a morte de pelo menos 159 pessoas, de acordo com informações do exército. Os militantes admitem que perderam 33 combatentes e o governo reconhece que 126 soldados morreram e outros 382 ficaram feridos durante os últimos confrontos, principalmente no norte da ilha. Os rebeldes tâmeis, hinduístas de origem indiana, lutam desde o início dos anos 80 pela criação de um Estado independente no norte do Sri Lanka, onde são maioria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.