Confrontos seguem na Síria até durante funerais

Testemunhas afirmaram que forças de segurança da Síria abriram fogo neste sábado contra pessoas que participavam de procissões fúnebres, deixando ao menos seis mortos.

AE, Agência Estado

23 de abril de 2011 | 09h15

Duas testemunhas informaram que pelo menos dois morreram em um tiroteio contra pessoas que seguiam para o vilarejo de Israa, no sul do país. Outra afirmou que quatro pessoas foram mortas no subúrbio de Douma, perto de Damasco.

A contagem não pode ser confirmada, uma vez que a Síria expulsou os jornalistas e restringiu o acesso aos locais problemáticos. As testemunhas falaram na condição de anonimato por medo de represálias.

A repressão neste sábado surge um dia após as forças de segurança do país terem matado mais de 75 pessoas, no pior confronto da revolta contra o regime autoritário do presidente sírio, Bashar Assad. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriaconfrontorevolta popular

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.