Confrontos tribais deixam 24 mortos no Quênia

Pelo menos 24 pessoas morreram na cidade de Karatina, na região central do Quênia, em confrontos entre a população local e membros da seita banida Mungiki. Outras três pessoas ficaram gravemente feridas e 37 suspeitos foram presos pela polícia, que informou que a maioria dos mortos é do grupo dos Mungiki.

AP, Agencia Estado

21 de abril de 2009 | 06h10

O estopim da violência foi a extorsão de dinheiro recentemente praticada pelos Mungiki contra os habitantes de Karatina, em particular proprietários de micrônibus, táxis e outros veículos de transporte. Os Mungiki, que defendem o retorno às tradições tribais, são conhecidos por decapitar algumas de suas vítimas.

Tudo o que sabemos sobre:
confrontosQuênia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.