Confrontros entre tribos deixam pelo menos 58 mortos em três dias no Sudão

Choques, que deixaram também 24 feridos, envolveram as tribos Al Maseriya e Raziqat

Efe,

19 de julho de 2012 | 01h12

CARTUM - Pelo menos 58 pessoas morreram nos últimos três dias em confrontos entre tribos na província sudanesa de Kordofan do Sul, informou o governador local, Ahmad Harun, em entrevista concedida à agência de notícias oficial "Sunna".

 

O governador disse que os choques envolveram membros da tribo Al Maseriya, que vive em Kordofan do Sul, e da Raziqat, procedente da região vizinha de Darfur. Harun afirmou que nos combates morreram 35 integrantes da Al Maseriya e 23 da tribo rival. O número de feridos nas duas comunidades foi de 24 pessoas.

 

O governador acrescentou que um acordo foi estabelecido entre os líderes de ambas as tribos para interromper as hostilidades e evitar novos enfrentamentos. Por enquanto, a situação está sob controle, assegurou Harun. Ambas as tribos disputam há anos a posse de fontes de água e de pasto para o gado na região e várias conferências de reconciliação fracassaram.

Mais conteúdo sobre:
Sudãotribosconfrontos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.