Congo impõe quarentena por suspeita de ebola

O governo da República do Congo impôs quarentena à região de Cuvette do Oeste, cerca de 800 quilômetros ao norte de Brazzaville, por suspeita de um surto de ebola. Segundo o ministro da Saúde Alain Moka, a febre hemorrágica já matou cerca de 51 pessoas na área. Apelando por ajuda internacional, ele disse que "a situação naquela região é de extrema gravidade". De acordo com um porta-voz local da Organização Mundial da Saúde (OMS), 61 pessoas, ao todo, contraíram a doença na região, com 50 mortes confirmadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.