Congresso aprova US$ 60 bi para tropas no Afeganistão

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou hoje os recursos considerados necessários pelo governo para incrementar o número de soldados no Afeganistão, apesar do ceticismo entre alguns deputados sobre o curso da guerra iniciada há quase nove anos.

RICARDO GOZZI, Agência Estado

27 de julho de 2010 | 20h23

O pacote, aprovado por 308 votos a favor e 114 contra pelos deputados norte-americanos, prevê a liberação, até setembro, de quase US$ 60 bilhões para custear a guerra liderada pelos EUA no Afeganistão.

O Senado norte-americano já havia aprovado o projeto de lei na semana passada. Tendo passado pelas duas Casas do Congresso, o texto agora seguirá para o presidente dos EUA, Barack Obama, antes de ser transformado em lei.

O texto aprovado hoje é uma versão reduzida de um pacote anterior de US$ 80 bilhões aprovado pela Câmara, em maio. O projeto de lei anterior incluía cerca de US$ 20 bilhões em medidas para fortalecer a recuperação econômica do país, mas o Senado derrubou a proposta na semana passada.

Obama aprovou em janeiro o envio de 17 mil soldados adicionais ao Afeganistão, onde já havia 38 mil militares, com o objetivo de conter o fluxo de militantes islâmicos estrangeiros ao país centro-asiático, onde os EUA e seus aliados enfrentam a milícia fundamentalista islâmica Taleban e a rede extremista Al-Qaeda. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.