AFP PHOTO / MARTIN BERNETTI
AFP PHOTO / MARTIN BERNETTI

Congresso chileno aprova lei que descriminaliza aborto terapêutico

Medida permitirá às mulheres recorrerem ao aborto caso estejam com a vida em risco, se tiverem sido estupradas ou se o desenvolvimento do feto for inviável

O Estado de S.Paulo

02 Agosto 2017 | 22h30

SANTIAGO - O Congresso chileno aprovou nesta quarta-feira, 2, a lei que descriminaliza o aborto terapêutico, uma iniciativa da presidente Michelle Bachelet que agora deverá esperar o pronunciamento do Tribunal Constitucional para ser promulgada.

O Senado apoiou - com 22 votos a favor e 13 contra - o relatório de uma comissão mista que dirimiu divergências entre ambas as Casas do Congresso.

A medida permitirá às mulheres recorrerem ao aborto caso estejam com a vida em risco, se tiverem sido estupradas ou se o desenvolvimento do feto for inviável. / AFP 

Mais conteúdo sobre:
Chile [América do Sul]Aborto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.