Congresso de Honduras nomeia substituto de Zelaya

O Congresso de Honduras nomeou seu líder, Roberto Micheletti, para o cargo de presidente, em substituição a Manuel Zelaya, deposto pelos militares e forçado ao exílio na Costa Rica. A resolução, lida no plenário do Congresso, acusa Zelaya de "manifestar conduta irregular" e "colocar em perigo o Estado de direito", uma referência à sua recusa de obedecer a decisão da Suprema Corte contra a realização do referendo constitucional.

AE-AP, Agencia Estado

28 de junho de 2009 | 18h29

Numa votação na qual os congressistas decidiram levantando as mãos, o Congresso aprovou, neste domingo, a saída de Zelaya e nomeou o presidente da Casa, Roberto Micheletti, como nove chefe do Executivo, como manda a Constituição. Mais cedo, o Congresso já havia aprovado uma suposta carta de renúncia do presidente, que Zelaya afirma se tratar de um documento falso.

Tudo o que sabemos sobre:
HondurasgolpeManuel Zelaya

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.