Congresso do México legaliza posse de drogas para uso pessoal

O Congresso do México aprovou nesta sexta-feira um projeto de lei que legaliza a posse de drogas para uso pessoal - descriminalizando o transporte de pequena quantidade de maconha, ecstasy, cocaína e mesmo heroína. O projeto, aprovado no Senado por 53 votos a 26, com uma abstenção, já passou pela Câmara dos Deputados. Para se tornar lei, o projeto tem agora de ser sancionado pelo presidente Vicente Fox, que, segundo seu escritório, é a favor da medida apesar de suas implicações no combate às drogas. "A presidência congratula o Congresso pela aprovação das reformas", disse o porta-voz presidencial, Ruben Aguilar. "Essa lei dá à polícia e promotores melhores instrumentos legais para combater crimes relacionados às drogas que tantos danos causam aos jovens". O projeto legaliza a posse de 25 miligramas de heroína, 5 gramas de maconha (cerca de cinco cigarros) ou 0,5 grama de cocaína. "Nenhuma acusação será apresentada contra viciados ou consumidores que estejam de posse de qualquer narcótico para uso pessoal", dita o projeto de lei. O governo dos Estados Unidos não se manifestou imediatamente sobre a situação.

Agencia Estado,

28 Abril 2006 | 18h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.