Congresso liberiano aprova renúncia deTaylor

Os legisladores liberianos aprovaram nesta quinta-feira a decisão do presidente Charles Taylor de renunciar ao cargo, abrindo caminho para que o mandatário deixe o poder na próxima semana. Taylor era esperado para apresentar o pedido de renúncia perante as duas Casas do Congresso, mas preferiu notificar os legisladores através de uma carta em que informou ter decidido transferir o cargo para o vice-presidente, Moses Blah, na segunda-feira, informou o porta-voz do Consgresso, Nyundueh Monkomana. Na carta, Taylor, acusado de crimes de guerra por um tribunal da ONU, disse que seu governo foi vítima de uma ?conspiração internacional?, incluindo o apoio dos países vizinhos a facções rebeldes e os embargos impostos pelas Nações Unidas ao comércio de armas e diamantes. Reunidos a portas fechadas, deputados e senadores apoiaram a decisão presidencial - um passo necessário, segundo com a Constituição liberiana, para que Taylor abandone o mandato, disse Monkomana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.