Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Congresso uruguaio aprova descriminalização do aborto

O Congresso uruguaio aprovou nesta terça-feira uma lei que descriminaliza o aborto nas primeiras 12 semanas de gestação, disse uma fonte parlamentar. A Câmara de Senadores deu a aprovação definitiva para a lei, com 17 votos favoráveis de 30 parlamentares, informou uma porta-voz do Senado. Contudo, a iniciativa não conta com a aprovação do presidente uruguaio, Tabaré Vázquez, que disse, ao assumir a Presidência em 2005, que vetaria qualquer lei que permita a interrupção da gravidez. Até então, vigorava no país uma lei de 1938 que punia com detenção as mulheres que abortam e as pessoas que as ajudam no procedimento. A prática só era permitida em casos de estupro ou risco de morte para a mãe. Na América Latina, o aborto só é permitido na Cidade do México e em Cuba. (Reportagem de Patricia Avila)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.