Conib pede ao Brasil que atue por fronteiras seguras

Às vésperas da reunião da ONU que poderá tornar a Palestina efetivamente um estado-membro da ONU, a Confederação Israelita do Brasil (Conib) pediu ao chanceler Antonio Patriota que o Brasil, mesmo apoiando o pleito palestino, assegure que qualquer resolução inclua a garantia de fronteiras seguras para Israel. O encontro, na tarde de ontem, serviu para o governo brasileiro esclarecer à Conib sua posição. Patriota explicou ao presidente da confederação, Claudio Lottenberg, que o Brasil vê a tentativa palestina de ser admitido como Estado-membro da ONU como um resultado direto do impasse nas negociações com Israel.

Lisandra Paraguassu, O Estado de S.Paulo

17 Setembro 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.