Conselheiro dos EUA participou de seminário sobre lucro com guerra

Richard Perle, um conselheiro do Departamento de Defesa dos Estados Unidos (Pentágono), participou de um seminário com empresários e investidores sobre formas de lucrar com os conflitos no Iraque e na Coréia do Norte poucas semanas depois de ter recebido um documento ultra-secreto do governo sobre as crises nos dois países, denunciou nesta quarta-feira o jornal Los Angeles Times.Perle, que até março presidiu o Comitê de Política de Defesa,grupo de conselheiros externos do Pentágono, também é membro de comitês de diversas companhias contratadas pelo departamento. A revelação levanta questões sobre possíveis conflitos de interesse.De acordo com o jornal, Perle participou de uma reunião daAgência de Inteligência de Defesa (conhecida por suas iniciais em inglês, DIA) e três semanas depois fez uma exposição durante um seminário organizado pela Goldman Sachs e aconselhou investidores numa conversa intitulada "Implicações de uma guerra iminente: Iraque agora. Coréia do Norte em seguida?".Perle não respondeu a telefonemas nem a mensagens de correio eletrônico enviadas pelo Los Angeles Times para defender-se.Um dos mais próximos colaboradores do secretário de Defesa Donald Rumsfeld, Perle defendeu abertamente a guerra contra o Iraque e questionou publicamente a confiabilidade de aliados de longa data dos Estados Unidos, inclusive França e Arábia Saudita.Ele renunciou à presidência do Comitê de Política de Defesa em 27 de março após relatos de que ele teria sido consultor da concordatária companhia de telecomunicações Global Crossing Ltd. que tentava obter a aprovação do Pentágono para negociar com investidores asiáticos.Ao apresentar sua renúncia, Perle, de 61 anos, negou qualquer tipo de má conduta. Ao deixar a presidência da comissão, ele disse: "Nossa principal diretriz é não aconselhar sobre nenhuma questão particular na qual tenha algum interesse. Não faço e nunca fiz isso."Apesar de ter renunciado à presidência, ele ainda é membro do Comitê de Política de Defesa do Pentágono.O deputado John Conyers Junior, democrata de Michigan e membro da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Representantes dos EUA, pediu ao inspetor geral do Pentágono que investigue as atividades comerciais de Perle e procure por possíveis conflitos de interesse.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.