Conselho Constitucional aprova lei que proíbe o uso do véu integral islâmico

FRANÇA-1

, O Estado de S.Paulo

08 de outubro de 2010 | 00h00

O Conselho Constitucional francês considerou ontem que a lei que proíbe o uso da burca e do niqab em locais públicos segue os princípios da Carta do país. A decisão derrubou o último obstáculo para a legislação, que entrará em vigor no ano que vem. Por seis meses, as mulheres que vestirem os véus integrais receberão orientações sobre as novas regras. A exceção aplica-se apenas a locais de culto, para que a lei não impeça a liberdade religiosa. Caso a lei seja desrespeitada, a multa pode chegar a 150 euros. Quem obrigar as mulheres a utilizar a burca terá penas de até 1 ano de prisão e multas de 30 mil euros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.