Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Conselho da ONU decide investigar ofensiva de Israel

O Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) adotou hoje uma resolução condenando a ofensiva de Israel na Faixa de Gaza. O órgão acusou os israelenses por "graves" violações aos direitos humanos dos palestinos. A resolução estabelece uma missão que investigará as violações do país no conflito. O texto foi aprovado apesar de divergências entre os países ocidentais e sobre os termos exatos a serem usados.Trinta e três países de África, Ásia, árabes e latino-americanos votaram a resolução. Treze nações europeias se abstiveram, e o Canadá foi o único país a votar contra. O conselho, com 47 membros, normalmente toma suas decisões por consenso. Alguns países ocidentais afirmaram que a proposta apresentada por países árabes e africanos via apenas um lado da questão e não tratavam claramente do lançamento de foguetes por militantes do grupo Hamas no território israelense, o que motivou a ofensiva.O texto condena "fortemente" a operação militar israelense na Faixa de Gaza, iniciada em 27 de dezembro. Já foram mortos pelo menos 905 palestinos nessa ação, segundo médicos de Gaza. A resolução afirma que a ofensiva de Israel resultou em "massivas violações" dos direitos humanos dos palestinos. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.