Conselho de Governo aprova nova bandeira do Iraque

O Conselho de Governo iraquiano - cujosmembros foram indicados pelos Estados Unidos - aprovaram, nestasegunda-feira, a nova bandeira do Iraque, protagonizando umamudança dramática que enterra as cores da era de Saddam Husseine a inscrição "Deus é grande" para introduzir símbolos dos riosTigre e Eufrates, disse um porta-voz. Entretanto, Mahmoud Othman, um membro do Conselho de Governo,opiniou que seria melhor esperar a escolha democrática de umgoverno pelos iraquianos antes de se promover a alteração de umsímbolo nacional tão importante quanto uma bandeira. A cor predominante da nova bandeira é o branco. A extremidadeinferior da bandeira conterá duas finas faixas azuis entremeadaspor uma faixa amarela. As faixas azuis representam os rios Tigree Eufrates; a amarela representa a minoria curda do Iraque. Naparte branca da bandeira haverá uma lua crescente em azul pararepresentar o Islã. Hameed al-Kafaei, porta-voz do Conselho de Governo, anunciou aaprovação da bandeira. Apesar disso, o artista que está compondoa nova bandeira recebeu ordens para mudar a cor da lua crescente talvez para um azul mais escuro ou para uma cor diferente. A velha bandeira iraquiana tinha três faixas horizontais,sendo uma preta, uma branca e outra vermelha (de baixo paracima), três estrelas verdes na faixa branca e a inscrição "Deusé grande" - adicionada durante a Guerra Irã-Iraque parafortalecer as credenciais religiosas de seu regime secular. O novo desenho apareceu nas primeiras páginas da edição dehoje do jornal Al-Sabah. A mudança dramática na bandeira pode gerar algumas reclamações principalmente por ter vindo de um órgão visto por muitosiraquianos como um fantoche dos Estados Unidos. Líderes americanos da ocupação do Iraque tentaramdiscretamente suprimir da bandeira antiga a inscrição "Deus égrande", mas os iraquianos recusaram-se a aceitar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.