Conselho de Segurança da ONU adia votação sobre Síria, diz Rússia

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas adiou até quinta-feira uma votação sobre uma resolução apoiada pelo Ocidente que ameaça punir autoridades da Síria com sanções, numa tentativa de encerrar o conflito de 16 meses no país, disse nesta quarta-feira o enviado da Rússia na ONU.

Reuters

18 de julho de 2012 | 14h39

"Uma possível votação foi adiada até amanhã de manhã", declarou o embaixador russo Vitaly Churkin aos repórteres após reunião com representantes dos cinco membros permanentes do conselho.

Ele acrescentou que mais negociações sobre o assunto aconteceriam na quarta-feira.

O enviado internacional Kofi Annan pediu o adiamento em meio a diferenças entre Moscou e outros países em relação a eventuais sanções ao país.

Nesta quarta-feira, o ministro de Defesa da Síria, Daoud Rajha, e seu vice, Assef Shawkat, cunhado do presidente Bashar al-Assad, foram mortos em um atentado suicida na capital Damasco, no pior golpe ao alto comando de Assad nos 16 meses de rebelião no país.

(Reportagem de Michelle Nichols)

Tudo o que sabemos sobre:
ONUCONSELHOSIRIAADIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.