Conselho de Segurança da ONU adia votação sobre Síria, diz Rússia

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas adiou até quinta-feira uma votação sobre uma resolução apoiada pelo Ocidente que ameaça punir autoridades da Síria com sanções, numa tentativa de encerrar o conflito de 16 meses no país, disse nesta quarta-feira o enviado da Rússia na ONU.

Reuters

18 de julho de 2012 | 14h39

"Uma possível votação foi adiada até amanhã de manhã", declarou o embaixador russo Vitaly Churkin aos repórteres após reunião com representantes dos cinco membros permanentes do conselho.

Ele acrescentou que mais negociações sobre o assunto aconteceriam na quarta-feira.

O enviado internacional Kofi Annan pediu o adiamento em meio a diferenças entre Moscou e outros países em relação a eventuais sanções ao país.

Nesta quarta-feira, o ministro de Defesa da Síria, Daoud Rajha, e seu vice, Assef Shawkat, cunhado do presidente Bashar al-Assad, foram mortos em um atentado suicida na capital Damasco, no pior golpe ao alto comando de Assad nos 16 meses de rebelião no país.

(Reportagem de Michelle Nichols)

Mais conteúdo sobre:
ONUCONSELHOSIRIAADIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.