Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Conselho de Segurança da ONU impõe novas sanções ao Irã

Com nova resolução, aumenta a lista com os nomes de órgãos que sofrerão restrições econômicas e comerciais

Agências internacionais,

03 de março de 2008 | 16h10

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) impôs nesta segunda-feira,3, uma terceira rodada de sanções contra o Irã, devido à recusa do país em suspender suas atividades nucleares. A resolução 1803, tomada por 14 votos a favor, nenhum contra e uma abstenção, por parte da Indonésia, aumenta a lista de indivíduos e órgãos que terão seus ativos congelados devido aos vínculos com o programa nuclear iraniano.   Os mencionados na lista, além de terem proibidas as viagens ao exterior, terão as transações financeiras que forem realizadas com o bancos iranianos Melli e Saderat viagiadas pelos Estados, segundo a solitação.   Pouco antes da votação, o embaixador do Irã junto à ONU, Mohammad Khazee, disse ao Conselho que seu país não vai se dobrar a "ações ilegais" contra seu "programa nuclear pacífico".   Os Estados Unidos e seus aliados suspeitam que o Teerã pretende continuar com os objetivos militares através do programa nuclear, que segundo o regime islâmico, só serve para a produção de eletricidade.   Na semana passada, a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA, da própria ONU) havia divulgado relatório segundo o qual não há evidências de que o programa nuclear iraniano, permitido pelo Tratado de Não-Proliferação Nuclear, tenha finalidades militares.   A AIEA ressalvou que o Irã continua a sonegar informações sobre seu programa nuclear.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUIrãsanções

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.