Conselho de Segurança da ONU planeja sanções contra rebeldes do Congo

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) pretende impor sanções aos líderes do grupo rebelde M23 da República Democrática do Congo e outros que violam um embargo de armas no país, de acordo com um documento que deverá ser oficialmente adotado ainda nesta sexta-feira.

Reuters

19 de outubro de 2012 | 16h05

O "Grupo de Especialistas" do Conselho de Segurança disse que Ruanda e Uganda --apesar de negarem firmemente-- continuam apoiando os rebeldes M23 na luta de seis meses contra as tropas do governo congolês no leste do país. Disse, ainda, que o comando do M23 incluiria, inclusive, o ministro da Defesa de Ruanda, James Kabarebe.

"O Conselho de Segurança expressa a sua intenção de aplicar sanções específicas contra a liderança do M23 e aqueles que violam o regime de sanções e o embargo de armas", afirmou o Conselho no documento.

(Reportagem de Michelle Nichols e Louis Charbonneau)

Tudo o que sabemos sobre:
ONUCONSELHOCONGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.