Conselho de Segurança prorroga missão da ONU no Sudão

O Conselho de Segurança prorrogou nesta sexta o mandato da missão da ONU no Sudão (Unmis) até o final de abril, mas não chegou a um consenso sobre uma condenação às ameaças feitas pelo Governo de Cartum.A resolução, que foi adotada por unanimidade pelos quinze membros do Conselho, prevê a extensão do mandato da Unmis até o dia 30 de abril. A Unmis opera no sul do país, após o acordo de paz geral firmado entre o Governo sudanês e o grupo rebelde Exército Popular de Libertação do Sudão (EPLS).O operacional conta com quase 10 mil soldados e policiais, mas o Conselho aprovou em agosto sua ampliação para 22 mil efetivos, a serem postados na região de Darfur.O posicionamento das novas tropas não conta, no entanto, com o consentimento do Governo do Sudão, para quem a chegada de novas tropas será considerada um ato hostil, e um prelúdio de invasão a um estado membro da ONU.Os membros do Conselho não chegaram a um consenso sobre uma declaração de condenação às intimidações do Governo de Cartum, como desejava o embaixador dos Estados Unidos na ONU, John Bolton.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.