Conselho de Segurança se reúne para resolver crise entre Coreias

Disputa pela costa oeste dos países criou preocupação internacional; China e a Rússia pediram que ambas as Coreias interrompam exercícios militares

Kim Do Gyun, Reuters

19 de dezembro de 2010 | 10h15

YEONPYEONG, COREIA DO SUL - O Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) realizará neste domingo, 19, uma sessão de emergência na tentativa de amenizar as tensões na península da Coreia, enquanto o mau tempo adiou exercícios militares sul-coreanos na disputada fronteira com o Norte e que causaram revolta em Pyongyang.

O impasse entre as duas Coreias aumentou as preocupações internacionais de que a rixa possa aumentar rapidamente e sair do controle, com ambos os lados dizendo que usarão meios militares para defender o que consideram seu território na costa oeste dos países.

A China e a Rússia pediram que ambas as Coreias interrompam ações que podem aumentar as tensões na península. Os Estados Unidos apoiaram a decisão de Seul para manter o exercício militar na ilha de Yeonpyeong, onde quatro sul-coreanos foram mortos em um ataque de artilharia no mês passado.

O exercício, que pode ser visto da parte continental da Coreia do Norte, está marcado para ocorrer em algum momento antes de terça-feira, mas o mau tempo o impediu de acontecer até este momento.

Realçando as preocupações internacionais, o Conselho de Segurança tentará chegar a uma maneira de encerrar a crise, descrita como "extremamente instável" por autoridades norte-americanas e chinesas, em uma reunião de emergência em Nova York neste domingo.

O encontro pode produzir algum tipo de comunicado que ajude a amenizar as tensões.

Tudo o que sabemos sobre:
COREIASONUCONSELHO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.