Conselho do Iraque censura canais de TV árabes

O Conselho Governante do Iraque, designado pelos Estados Unidos, vai proibir os canais de TV árabes Al-Jazira, do Qatar, e Al-Arabiya, dos Emirados Árabes Unidos, de participar de suas entrevistas coletivas e de entrar em seus prédios. O Conselho alega que as redes sabiam de antemão de ataques sofridos pelas forças americanas no Iraque ocupado. A medida valerá por duas semanas. Um comunicado oficial do Conselho informa que os canais serão monitorados para saber se eles vão mesmo ficar longe da cobertura das atividades do governo provisório do Iraque e de suas entrevistas coletivas. Ambos os canais transmitiram fitas de áudio com declarações atribuídas a Saddam Hussein, assim como supostos membros da resistência leal a Saddam prometendo novos ataques a soldados americanos. ?Não vamos permitir que eles transmitam gravações de soldados americanos sendo feridos?, disse o porta-voz de Ahmed Chalabi, presidente do Conselho Governante. Porta-vozes da Casa Branca já haviam criticado a redes árabes de TV anterioremente. O próprio George W. Bush já reclamou ao Emir do Qatar sobre a decisão da Al-Jazira de mostrar mensagens gravadas por Osama bin Laden. O comunicado do Conselho Governante sobre os canais de TV diz também que novas medidas de censura podem ser tomadas sem aviso prévio, a qualquer momento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.