Conselho Nacional iraquiano toma posse sob fogo

O Conselho Nacional iraquiano, uma assembléia interina composta por cem membros que deverão fiscalizar as ações do governo provisório até as eleições previstas para janeiro de 2005, tomou posse formalmente, numa cerimônia realizada em um centro de convenções de Bagdá enquanto uma bateria de morteiros era lançada contra a cidade, disseram autoridades locais. Um porta-voz do Exército dos Estados Unidos disse que pelo menos dois morteiros caíram dentro da zona verde, uma região fortificada de Bagdá onde fica o centro de convenções, escritórios do governo e a embaixada americana. Mais cedo, entre três e cinco baterias de morteiro caíram perto de um posto militar próximo, ferindo um civil iraquiano, disse o porta-voz. Com as explosões sacudindo a região, as pessoas presentes começaram a sair de perto das grandes janelas do centro de convenções. Apesar dos ataques, a cerimônia de posse dos cem membros do conselho transcorreu conforme o planejado. Desse total, 81 foram escolhidos em uma recente conferência nacional e 19 são ex-membros do Conselho de Governo iraquiano, recentemente desmantelado.O Conselho terá sete comissões: segurança, política, relações exteriores, economia, cultura, educação e assuntos da família e da mulher. A assembléia provisória terá poder de veto sobre algumas decisões do governo, em caso de maioria de dois terços.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.