Conservador de Israel elogia nome para o Pentágono

A escolha do ex-senador republicano e veterano da Guerra do Vietnã, Chuck Hagel, para o cargo de secretário da Defesa no segundo mandato de Barack Obama foi bem recebida pelo vice-chanceler de Israel, o conservador Danny Ayalon, que adotou uma posição positiva, em entrevista ao jornal Yedioth Ahranoth. "Eu o encontrei muitas vezes e ele (Hagel) certamente considera Israel um verdadeiro e natural aliado dos EUA", disse.

NOVA YORK, O Estado de S.Paulo

09 de janeiro de 2013 | 02h07

Já o presidente do Knesset (Parlamento israelense), Reuven Rivlin, disse que o governo de Israel deve ficar "preocupado, mas não com medo das ideias isolacionistas de Hagel". Muitos consideram o novo chefe do Pentágono um crítico do Estado judeu e muito brando com o regime de Teerã.

Ainda ontem, o porta-voz da chancelaria do Irã, Ramin Memanparast, disse, sobre a indicação de Hagel, que o governo iraniano "espera mudanças práticas na política externa americana e que Washington respeite mais os direitos das nações". A confirmação de Hagel no cargo ainda depende de aprovação do Senado. / G.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.