Conservadores vencem eleições na Islândia

O primeiro-ministro europeu há mais tempo no cargo manteve o posto numa acirrada disputa eleitoral contra um partido esquerdista chefiado pela ex-prefeita de Reyjkavik em eleições realizadas neste domingo na Islândia.No pleito mais acirrado em anos nesse arquipélago esparsamente povoado, o primeiro-ministro, David Oddsson, do conservador Partido da Independência, venceu a reeleição.Ingiborg Solrun Gisladottir, que tentava ser a primeira mulher a ocupar o principal posto executivo do país, não conseguiu umacadeira no Parlamento. Porém, sua Aliança Social foi bastante beneficiada na eleição,impondo-se o suficiente para se transformar na segunda força legislativa no Parlamento.O Partido da Independência obteve 22 cadeiras no Parlamento, contra 20 da Aliança Social. O Partido Progressista, que deve participar da coalizão governista do Partido da Independência,obteve 12 das 63 cadeiras do Parlamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.