Constituição de Evo entra hoje em vigor

O presidente boliviano, Evo Morales, promulga hoje a nova Constituição da Bolívia, aprovada em referendo no dia 25, depois de um longo processo político marcado por confrontos de rua, prisões e protestos que só recentemente cederam lugar às negociações. Analistas creem que a primeira medida anunciada deva ser o enxugamento da máquina governamental, mas a nova Carta traz mudanças profundas como a autonomia dos departamentos (províncias), a proibição de latifúndios com mais de 5 mil hectares e o veto às bases militares estrangeiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.