Constituição do Equador deve ser aprovada, diz pesquisa

O projeto de Constituição defendido pelo governo do Equador deverá ser aprovado pela população no referendo de 28 de setembro, segundo pesquisas divulgadas hoje, o último dia em que a lei permite a publicação de sondagens antes do plebiscito. Uma pesquisa da empresa SP Investigaciones y Estúdios revelou que 57% dos entrevistados votarão a favor da proposta de Constituição, 23% votarão contra e 20% anularão o voto ou votarão em branco.O diretor da empresa, Santiago Pérez, explicou ao canal Ecuavisa que grande parte da população é a favor do projeto porque "existe um desejo claríssimo de mudança". A pesquisa foi feita com 7.440 eleitores em distritos urbanos e rurais de todo o Equador e tem margem de erro de três pontos porcentuais para mais ou para menos.Outra pesquisa, feita pela Cedato-Gallup International, mostrou que 55% dos entrevistados pretendem votar a favor da nova Constituição, 27% votarão contra e 18% anularão o voto ou o deixarão em branco. A pesquisa também foi feita no país inteiro, distritos urbanos e rurais, com 1.970 eleitores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.