Constituição não sai em 6 meses, dizem iraquianos

É improvável que os iraquianos adotem uma nova Constituição em seis meses, como propôs o secretário de Estado dos EUA, Colin Powell, disse o porta-voz do novo governo do Iraque, Entifadh Qanbar. Na semana passada, Powell apresentou a proposta do prazo de seis meses, em meio a uma crescente pressão internacional para que os Estados Unidos entreguem o poder do Iraque aos iraquianos. "Todos queremos ver uma Constituição o mais rápido possível", disse Qanbar, porta-voz do presidente do Conselho de Governo, Ahmad Chalabi. Segundo ele, levará tempo para que os iraquianos "se unam" em torno de temas relacionados com a estrutura de um novo Iraque democrático. O porta-voz afirmou que tem de haver "um tempo adequado" para que os iraquianos possam discutir e entender a proposta antes de referendar uma Constituição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.