Cônsul da Itália escapa de ataque na Síria, diz agência

Guido De Sanctis, cônsul da Itália para Benghazi, no leste da Líbia, escapou ileso de um ataque ao seu carro à prova de balas neste sábado, afirmou a agência de notícias italiana Ansa, citando fontes de segurança locais.

CLARISSA MANGUEIRA, Agência Estado

12 de janeiro de 2013 | 19h49

O carro, no qual De Sanctis estava viajando foi atingido por tiros, mas ninguém ficou ferido, afirmou a agência. O incidente ocorreu quatro meses após o embaixador dos EUA, Chris Stevens, e três outros americanos morrerem em Benghazi durante um ataque contra uma missão norte-americana. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Guido De SanctisBenghaziChris Stevens

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.