Consulado acompanha resgate de corpos na Argentina

O Itamaraty informou que as providências para o resgate dos corpos de quatro brasileiros mortos num acidente aéreo na Cordilheira dos Andes já estão sendo tomadas pelas autoridades do consulado brasileiro na Argentina. Os três passageiros e o piloto viajavam num Cessna que partira de Belo Horizonte e já havia feito escalas em duas províncias argentinas. Eles tinham como destino final Santiago do Chile.Integrantes das equipes de resgate, que apenas conseguiram sobrevoar a região, disseram que o avião Cessna ficou praticamente destruído. O aparelho decolou de Belo Horizonte no dia 27 de dezembro. Fez escalas em Foz do Iguaçu e passou pela Argentina, onde pousou em Córdoba e Mendoza. Ao decolar de Mendoza, em direção a Santiago, houve o acidente. O avião caiu nas montanhas, em uma área de difícil acesso. Um dos brasileiros que morreram, o médico Edílson Kruger Leite, de 54 anos, morava em Belo Horizonte e pilotava o avião. Na aeronave, além do médico, estavam a namorada dele e um casal de amigos. As informações são do Bom Dia Brasil, da TV Globo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.