Consulado britânico é alvo de atentado no Equador

Desconhecidos lançaram uma granada contra um edifício onde funciona o consulado da Grã-Bretanha na importante cidade portuária de Guaiaquil, no Equador, sem deixar vítimas, informou o comandante da polícia local, general Edgar Vaca. O grupo rebelde Milícias Revolucionárias do Povo (MRP), que condenou os ataques dos EUA e da Grã-Bretanha contra o Iraque, assumiu, pela Internet, a autoria do atentado. Vaca informou que o ataque com granada ocorreu na noite de domingo, na sede do escritório, que funciona no terceiro piso de um edifício comercial de quatro andares em Guaiaquil, 270 km a sudoeste de Quito. "Trata-se de uma granada lançada do interior de um veículo, que causou danos materiais nas janelas do edifício onde funciona o consulado", afirmou Vaca, acrescentando que agentes da polícia estão investigando o caso. Não deu mais detalhes.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.