Consulado busca brasileiro que estaria ferido em NY

Uma foto 3x4 talvez seja a única pista para encontrar um brasileiro que teria ficado ferido após o ataque ao World Trade Center (WTC), em Nova York, na semana passada. Pessoas que procuram por ele afirmam que a fotografia já foi entregue à representação do Brasil na cidade. O cônsul-geral, Flávio Perri, porém, nega a informação.O diplomata afirmou que ainda aguarda resposta de carta que enviou a parentes deste e de outro brasileiro, pedindo fotografias e até objetos pessoais. Esse material seria usado em testes de DNA."Não sabemos se as pessoas que não foram encontradas até agora já nos deixaram, mas temos obrigação de continuar as buscas", disse o cônsul, hoje, durante missa celebrada pelos brasileiros vítimas da tragédia.Parentes dos paulistanos Ivan Barbosa, de 30 anos, e Anne Marie Sallerin Ferreira, de 29, participaram da celebração na Igreja de São Malaquias, em Manhattan. Não compareceram parentes da mineira Sandra Fajardo Smith, de 37 anos. A família já celebrou missa de sétimo dia em sua homenagem.O consulado tinha hoje lista com dez brasileiros procurados, cujos nomes não foram divulgados. Além dos três já citados, estariam cinco que tiveram pedido de busca apresentado ao Itamaraty, um capixaba e um gaúcho.Acredita-se que o gaúcho possa estar ferido em algum hospital, usando documento falso, já que está clandestinamente no país. Segundo o cônsul, porém, nenhum brasileiro foi encontrado em 12 hospitais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.