Continental inicia vôos de NY e Miami para Cuba

A companhia aérea norte-americana Continental Airlines começa a fazer vôos diretos para Cuba, país que sofre bloqueio econômico dos Estados Unidos desde 1962. As saídas serão feitas de Miami e Nova York, dois dos principais destinos de refugiados cubanos nos EUA. A iniciativa da Continental de executar os vôos é inédita entre as companhias aéreas norte-americanas, já que há quase quarenta anos a ilha enfrenta o embargo. As viagens, que serão diárias, terão escala em outras províncias cubanas, como Cienfuegos e Camaguey. A aeronave utilizada pela Continental será o Boeing 737, com capacidade para 124 passageiros. A operação da Continental em Cuba não é recente. A empresa faz vôos regulares para o país através de sua subsidiária Copa Airlines, que faz escalas no Panamá. A Continental só obteve a liberação para voar para Cuba depois de intensas negociações com autoridades do governo dos EUA e da companhia estatal de turismo cubana, Habanatur S/A. Desde os atentados terroristas ocorridos em setembro nos EUA, o turismo em Cuba, hoje a maior fonte de recursos do país, não parou de cair. As informações são do jornal El Mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.