Contingente da França para apoiar a Finul viaja para o Líbano

O contingente militar que a França enviou com urgência para apoiar o posicionamento do Exército libanês no sul do país zarpou neste domingo em um navio de transporte do porto de Toulon.Foram enviados ao Líbano 150 soldados e aproximadamente 80 veículos, alguns deles blindados, que serão integrados à Força Interina da ONU para o Líbano (Finul), atualmente com dois mil militares.Após a resolução da ONU que impôs o cessar-fogo entre Israel e a milícia xiita Hezbollah, foi iniciado o posicionamento do Exército libanês no sul do país árabe, cujo trabalho de interposição será respaldado pela Finul.A França, que já conta com 200 militares nessa ForçaInternacional, duplicou o seu contingente como um gesto de apoio ao Líbano. Um primeiro grupo de 50 soldados chegou no sábado a Beirute, para preparar o desembarque e o posicionamento de seus companheiros.A influência histórica e política que possui no Líbano deu à França um papel preponderante nesta crise e na sua fase atual, e vários países estão pendentes da decisão de Paris antes de fixar sua contribuição à Finul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.