Continuam buscas à mulher de assessor de Toledo

A polícia peruana procurava hoje Mariana Farkas, mulher do empresário israelense Adam Pollack - que também é assessor financeiro do presidente Alejandro Toledo -, seqüestrada ontem à noite em Lima por pelo menos cinco indivíduos armados.César Hildebrandt, apresentador de um programa de televisão,afirmou que os seqüestradores haviam pedido um resgate de US$ 3milhões. O apresentador não informou sua fonte.Pollack, através da emissora de rádio limenha Radioprogramas,disse que pediu "tanto ao presidente (Toledo) como à políciapara que não se envolvam e que nos deixem totalmente tranqüilos.É meu desejo e espero que seja atendido". Ele também disse queos seqüestradores não fizeram nenhum contado desde o rapto.Por sua vez, o chefe de gabinete de Toledo, Luis Solari,afirmou a jornalistas que não é descartada nenhuma hipótesesobre quem seriam os seqüestradores, e que Pollack, Toledo e oministro do Interior, Gino Costa, "mantêm um diálogopermanente" em torno do caso.Através de um comunicado, a polícia disse que ordenou a suasunidades especializadas a execução de uma vasta operação paralocalizar e libertar Farkas, assim como identificar osseqüestradores.Segundo fontes policiais, os seqüestradores contam com armasde guerra e pertencem a uma bando organizado. De acordo com apolícia, Farkas foi seqüestrada quando se encontrava em umapicape com o motorista e um guarda-costas, presumivelmentedepois de ter saído de um ginásio esportivo no bairro de Lince,no centro de Lima.Uma testemunha, Dante Pucuhuarán, contou a jornalistas que osseqüestradores eram cinco indivíduos armados, quatro delesencapuzados e o quinto com o rosto descoberto. Os bandidosteriam utilizado duas camionetas e um automóvel.De acordo com Pucuhuarán, das camionetas, que interceptaram oveículo de Farkas, saíram cinco indivíduos. Enquanto os quatroencapuzados efetuavam disparos ao ar, o que tinha o rostodescoberto tirou o motorista da picape da mulher do assessor deToledo e tomou a direção do veículo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.