Continuam enfrentamentos entre Israel e o Hezbollah

Soldados israelenses e guerrilheiros do grupo Hezbollah (Partido de Deus) trocaram tiros nesta quarta-feira pelo segundo dia consecutivo em uma disputada área de fronteira. O fogo cruzado ocorreu numa zona conhecida como chácaras Chebaa, ao norte de Israel, enquanto aumentavam as tensões mais ao sul em meio à ofensiva israelense nos territórios palestinos.Funcionários libaneses de segurança não informaram sobre vítimas até o momento em Chebaa, território que o Hezbollah declara como libanês, mas que tanto Israel como a ONU consideram de disputa com a Síria.Timur Goksel, porta-voz das forças de paz das Nações Unidas no sul do Líbano, explicou, por sua vez, que as ações de hoje foram "bastante limitadas e contidas".Segundo especialistas, os enfrentamentos na fronteira ameaçam ampliar o conflito do Oriente Médio para além dos territórios palestinos.Nesta terça-feira, o primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, advertiuque o Hezbollah e a Síria - país que em efeito controla o Líbano- não estavam "imunes" a represálias. O Hezbollah, que travou uma luta contra as tropas israelensesno sul do Líbano por mais de 18 anos até que Israel se retirasseda região em 2.000, divulgou um comunicado no qual advertiu oEstado judeu sobre qualquer ataque contra o Líbano.Israel garante que o Hezbollah possua milhares de mísseiscapazes de alcançar cidades israelenses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.