Continuam os combates entre EUA e radicais no Iraque

Helicópteros militares dos EUA enfrentaram rebeldes leais ao religioso xiita Muktada al-Sadr na cidade sagrada de Najaf nesta sexta-feira. Também houve combates em Samarra, a norte de Bagdá, onde pelo menos duas pessoas morreram. Soldados italianos trocaram tiros com assaltantes que atacaram uma delegacia em Nassíria, no sul do país. Em Najaf, a 160km de Bagdá, helicópteros norte-americanos atacaram militantes que se escondiam em um cemitério próximo à mesquita do Imã Ali, no centro da cidade. O som das explosões e disparos podiam ser ouvidos enquanto soldados dos EUA e policiais iraquianos iam em direção à área. Uma forte fumaça preta cobria o céu. As ruas estavam desertas e o comércio, fechado.Os combates na cidade recomeçaram na quarta-feira e já deixaram pelo menos 10 mortos e 40 feridos. Nesta quinta, o exército anunciou a prisão de vários rebeldes, a maioria deles feridos em confrontos. O representante de al-Sadr em Najaf, Ajmed al-Shaibany, afirmou que a região onde fica a mesquita do Imã Ali está em guerra. ?Najaf está sujeita à destruição total. Pedimos ao mundo islâmico e ao mundo civilizado que intervenha para salvar a cidade?, disse. O exército norte-americano ainda não comentou a ação.Em Samarra, a 100 km de Bagdá, guerrilheiros enfrentaram um comboio de dez veículos dos EUA ao amanhecer. Os helicópteros lançaram morteiros contra os rebeldes e o comboio foi retirado da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.