Markus Schreiber/AP
Markus Schreiber/AP

Contra racismo, EUA anunciam mudança em política habitacional

Estratégia é parte do esforço do presidente Barack Obama para diminuir a disparidade entre brancos e negros em cidades do país

O Estado de S. Paulo

08 de julho de 2015 | 17h13

WASHINGTON - A Casa Branca anunciou nesta quarta-feira, 8, novas regras para combater a segregação racial em moradias subsidiadas pelo governo federal. A estratégia é parte do esforço do presidente Barack Obama para diminuir a disparidade entre brancos e negros em algumas cidades americanas. Na avaliação do Executivo, ela contribui para a repressão policial contra negros, que detonou uma série de protestos no país nos últimos meses. 

A regulamentação, que seria detalhada ontem em Chicago pelo secretário de Desenvolvimento Urbano Julián Castro, tem como objetivo colocar em prática leis da época da Lei dos Direitos Civis, nos anos 60,que tinham como objetivo promover a integração entre brancos e negros e acabar com guetos raciais em grandes cidades. Desde então, a legislação fora ignorada. 

“Infelizmente, muitos americanos têm seus sonhos limitados por sua origem. Um CEP jamais deveria determinar o futuro de uma criança”, disse Castro em comunicado. “Esse passo importantíssimo dará a líderes locais as ferramentas das quais eles precisam para dar a todos os americanos acesso a moradia segura e acessível.”

Com a mudança, cidades com conjuntos habitacionais terão de avaliá-lo periodicamente e relatar ao governo federal os níveis de segregação racial, pobreza e falta de oportunidades. Haverá também um plano de metas para o desenvolvimento dessas comunidades.

A divulgação da nova regulamentação ocorre duas semanas depois de a Suprema Corte legitimar uma interpretação mais ampla da Lei de Habitação Justa, de 1968. Agora, grupos que combatem a discriminação em bairros pobres julgam ter mais elementos para combater o racismo nesses bairros. 

Após os protestos provocados pela violência policial contra negros no Missouri, Marland e em outros Estados, Obama prometeu melhorar sua política doméstica contra o racismo. / NYT


Tudo o que sabemos sobre:
Barack ObamaEUAracismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.