Contrabandista de míssil é acusado pela Justiça dos EUA

Um cidadão britânico foi acusado nesta quarta-feira pela Justiça federal americana por tentar vender um pequeno míssil terra-ar russo para um suposto terrorista muçulmano baseado nos EUA. Hemet Lakhanni, de 68 anos, residente em Londres, foi descrito como um ?importante comerciante de armas internacional? pelo promotor Christopher J. Christie. Lakhani foi detido sem direito a pagar fiança até segunda-feira. Ele é acusado de tentar fornecer apoio material e recursos a terroristas e agir como negociante de armas sem autorização.Seu advogado se recusou a comentar o caso após a audiência. Outro acusado, Moinuddeen Ahmed Hamid, teve sua detenção sem fiança decretada hoje até uma audiência em que será ouvido em 20 de agosto. Funcionários da Justiça também apresentariam acusações ainda hoje em Nova York contra um terceiro homem, Yehuda Abraham, por lavagem de dinheiro.Lakhani foi detido na terça-feira em um hotel perto do aeroporto internacional de Newark,onde funcionários americanos disseram que ele chegou vindo de Londres contrabandeando um míssil Igla SA-18 capaz de derrubar um avião de linha comercial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.