Controladoria israelense verificará gastos de Netanyahu

A controladoria de Israel informou que vai abrir uma investigação sobre os gastos de campanha e viagens do primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu. Uma matéria do canal 10 de televisão, apresentada nesta semana, diz que Netanyahu recebeu viagens de avião, estadias em hotéis e refeições em restaurantes caros de associados ricos durante o período de dez anos entre seu primeiro e segundo mandatos como primeiro-ministro. Shlomo Raz, porta-voz da controladoria estatal, disse hoje que a divisão vai verificar as acusações.

AE, Agência Estado

31 Março 2011 | 12h49

Netanyahu afirma que as acusações são difamatórias, falsas e já foram apresentadas antes. Ele abriu um processo por difamação contra o canal televisivo. O canal 10 afirma ter baseado sua reportagem no que afirma ser a agenda de endereços do premiê, da qual algumas páginas foram mostradas na matéria, e em outros documentos pessoais. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.