Martial Trezzini/AP
Martial Trezzini/AP

Controle do Ebola vai demorar meses, diz ONU

Coordenador da ONU para a doença diz que combate à epidemia no oeste africano precisará somar ainda mais esforços

Estadão Conteúdo

11 de dezembro de 2014 | 16h01

O controle da epidemia do ebola no oeste africano deve demorar vários meses, de acordo com o coordenador da Organização das Nações Unidas (ONU) para o ebola, David Nabarro. Isso significa um recuo da meta anterior, que era ter 100% dos pacientes infectados isolados até 1º de janeiro de 2015.

Nabarro afirmou que houve "uma grande mudança" nos últimos quatro meses no modo como governos tomaram a liderança no combate à epidemia. Entretanto, serão necessários maiores esforços para controlar a doença em Serra Leoa, Libéria e Guiné, os países mais atingidos.

Nesta quinta-feira, pesquisadores suíços anunciaram a suspensão dos testes de uma das principais vacinas contra o ebola, depois que alguns voluntários relataram ter sofrido efeitos colaterais inesperados.

Em um comunicado, os Hospitais Universitários de Genebra disseram que o estudo para a vacina, que envolve 59 pacientes, foi suspenso "como medida de precaução". Os testes devem recomeçar em janeiro.

Foram relatados quatro casos de dor nas juntas das mãos e dos pés em pacientes que receberam a vacina entre 10 e 15 dias atrás. As aplicações serão suspensas para a coleta de mais dados, que serão comparados com outros testes conduzidos nos Estados Unidos, Canadá, Alemanha e Gabão.

A vacina foi desenvolvida pelo governo canadense e licenciada por duas companhias norte-americanas, NewLink e Merck. /AP

Mais conteúdo sobre:
ONUebolavacina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.