Conversa íntima de âncora da CNN vai ao ar

O que as mulheres conversam quando vão em dupla ao banheiro? Alvo de curiosidade e especulações para a maioria dos homens, essa questão pôde ser parcialmente elucidada na terça-feira, 29, em uma situação totalmente inusitada: durante a transmissão de um discurso do presidente americano. Isso porque, enquanto George W. Bush discursava sobre um ano do furacão Katrina, a âncora da rede de TV CNN Kyra Phillips, que apresentava o programa "Live From", deixou o estúdio para ir ao banheiro; e esqueceu de desligar o microfone.A CNN pediu desculpas pelo incidente, mas o estrago não pôde ser evitado. As confissões da jornalista sobre o relacionamento com seu marido e críticas feitas por ela à sua cunhada foram ao ar, para o mundo todo, e já estão no site You Tube.com (veja link ao lado).No banheiro, a jornalista fala com uma mulher não identificada. Toda a conversa, que dura aproximadamente 90 segundos, pôde ser ouvida, e o barulho de um zíper é perceptível. O microfone ficou ligado e as duas falavam sobre o marido de Kyra. Ela elogiou seu companheiro e criticou a cunhada por ser "super-controladora".Segundo reportagem da BBC, Kyra afirmou estar muito feliz com o marido. "Sim, sou muito feliz com meu marido neste aspecto. Meu marido é bonito, genuinamente um fofo, entende? Sem ego?", disse a âncora."Apaixonado de verdade, bom, um grande ser humano. Eles existem. Existem sim. É difícil encontrá-los, mas eles estão por aí."Depois, a âncora muda de assunto e começa a falar do irmão, que tem três filhos, é casado e tem uma mulher "super-controladora".Quando percebeu o incidente, Daryn Kagan, também âncora da emissora, interrompeu a transmissão imediatamente e transmitiu a fala de Bush aos espectadores, segundo o site Hollywood Reporter.A CNN divulgou uma nota em que pede desculpas pelo erro, tratado-o como "problemas de áudio". "Pedimos desculpas a nossos telespectadores e ao presidente (Bush) pelo transtorno", segundo a BBC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.