Conversas de paz na Síria acabam sem decisões

O mediador das Nações Unidas, Lakhdar Brahimi, encerrou a nova rodada de conversas de paz entre governo e oposição na Síria este sábado sem encontrar uma saída para o impasse. Com a conclusão dos debates em menos de meia hora neste sexto dia de reuniões, o futuro do processo de negociações é posto em dúvida.

Agência Estado

15 de fevereiro de 2014 | 11h05

Brahimi declarou em coletiva de imprensa que propôs uma agenda para uma nova rodada de conversas que teria seu foco em encerrar a violência e, depois, em como criar um governo de transição. "Infelizmente, o governo sírio recusou a proposta", disse ele.

O mediador informou que deve agora consultar os Estados Unidos e a Rússia - principais patrocinadores da conferência de paz -, além da ONU para saber como proceder. "Todos precisam voltar a suas bases e conversar para chegar a uma nova data", afirmou Brahimi.

Esta rodada de conversas, destinada a encontrar alguma forma de encerrar a guerra civil na Síria, chegou este sábado ao seu sexto dia consecutivo na sede da ONU em Genebra. Apesar das demonstrações de hostilidade entre as duas delegações, a oposição afirmou que continua com esperanças de uma solução política.

Anas al-Abdeh, um membro do grupo de negociadores da oposição, disse que seu lado aceitou a agenda, mas que a falta de desejo do governo de seguir colocou em dúvida a possibilidade de uma terceira rodada de conversas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriaguerranegociações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.