Conversas entre Irã e UE "progrediram", mas sem chegar a um acordo

Os negociadores do Irã e da União Européia não conseguiram chegar em um acordo, na última rodada de conversas, mas insistiram, sem dar mais detalhes, terem chegado "a algumas conclusões positivas", disse o negociador-chefe do Irã da questão nuclear, Ali Larijani.Nem Larijani, nem o chefe de políticas externas da UE, Javier Solana, deram detalhes sobre o que foi alcançado com as conversas, mas os dois falaram de forma positiva sobre suas discussões a respeito do disputado programa nuclear iraniano. "Tivemos negociações longas e construtivas, disse Larijani. "Conseguimos chegar a algumas conclusões positivas", afirmou Solana. "Estamos progredindo."Mas ainda assim, ainda temos algumas questões, que foram levantadas, mas não foram fechadas", disse Solana, acrescentando que os dois lados se "manterão em contato". Solana disse esperar ter contatos por telefone com o lado iraniano ainda nesta semana, mas não entrou em detalhes. Larijani indicou que os dois discutiram sobre como serão as futuras negociações, e expressaram esperança em poder "embarcar nas negociações principais o quanto antes". Solana e Larijani têm realizado a última rodada de conversas sobre o pacote de incentivos que os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha, oferecem ao Irã se o país suspender seu programa de enriquecimento de urânio e retornar às negociações. O Irã rejeitou o prazo de 31 de agosto, imposto pelo Conselho de Segurança sobre a questão. Os seis países consideram impor sanções se Teerã não acatar as condições. Solana deve se reportar aos seis países que tendem persuadir o Irã a abrir mão de seu programa de enriquecimento de urânio.A Alemanha se uniu aos cinco países do Conselho para pressionar o Irã a desistir de seu programa nuclear, sob alegações dos EUA de que ele seria um programa para a produção de armas nucleares. I Irã diz que o seu programa é pacífico, e tem como finalidade a produção de energia elétrica. O enriquecimento de urânio pode ser usado para reatores nucleares ou armas, dependendo do nível de enriquecimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.