Copiloto Putin ajuda a apagar incêndios

RÚSSIA

, O Estado de S.Paulo

11 de agosto de 2010 | 00h00

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin (foto), assumiu ontem a função de copiloto e sobrevoou a região atingida pelos incêndios. Putin lançou água em cerca de 200 quilômetros de uma floresta que estava sendo consumida pelas chamas. A destruição deve causar US$ 15 bilhões em prejuízos, cerca de 1% do PIB da Rússia. O fogo atingiu 174 mil hectares e matou 52 pessoas. Putin quer voltar a ser presidente nas próximas eleições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.