Coquetéis Molotov atingem colégio eleitoral na Itália

Três garrafas incendiárias e uma bomba caseira, que não explodiu, foram lançadas nesta madrugada contra um colégio eleitoral na localidade italiana de Vittorio Veneto (nordeste), sem que fossem registrados danos.Segundo informaram meios de comunicação locais, o colégio eleitoral abriu às 8h (3h de Brasília) como no resto do país.As fontes acrescentaram que no mesmo lugar foram lançadas algumas panfletos de um grupo anarquista, cujo texto fazia referência à política do país e a campanha eleitoral.BerlusconiO primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, votou em uma seção eleitoral de Milão, acompanhado da mãe, nas eleições gerais que acontecem neste domingo e amanhã no país.Berlusconi chegou à Escola Dante Alighieri de Milão às 13h15(8h15 de Brasília), sendo recebido com aplausos por dezenas dePessoas. O líder da coalizão de centro-direita Casa das Liberdades votou com a mãe, Rosa Bossi, de mãos dadas, e saiu cerca de 10 minutos depois.Fora da seção, Berlusconi apertou a mão daqueles que o aplaudiam e ressaltou que estava "sereno" sobre o êxito eleitoral de sua coalizão.As primeiras informações sobre o índice de participaçãofornecidas pelo Ministério do Interior davam conta de que, às 12h (9h de Brasília), 17,6% dos eleitores já tinham votado para o Parlamento. Para o Senado, ainda não havia estatísticas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.