Coréia deve encerrar programa para receber ajuda, diz Japão

O Japão advertiu nesta segunda-feira à Coréia do Norte que deverá dar passos concretos para encerrar seu programa nuclear se deseja receber ajuda externa, em referência ao suposto pedido norte-coreano de receber petróleo em troca de paralisar o reator de Yongbyon.Segundo o ministro porta-voz, Yasuhisa Shiozaki, "o mais importante é o tipo de medidas que vão ser tomadas para encerrar o programa nuclear", dias antes das conversas de seis lados que serão realizadas na quinta-feira, em Pequim, das quais participarão as duas Coréias, China, Japão, Estados Unidos e Rússia.A Coréia do Norte estaria disposta a paralisar seu reator nuclear de Yongbyon em troca de 500 mil toneladas anuais de combustível ou de outro tipo de energia, segundo o jornal japonês Asahi Shimbun.O regime de também estaria disposto a permitir a entrada no país de inspetores internacionais em troca da eliminação de restrições financeiras impostas por Washington.A Coréia do Norte quer a liberação de US$ 24 milhões que Pyongyang depositou no Banco Delta Asia de Macau (China) e que foram retidos a pedido dos EUA.As conversas de seis lados não produziram nenhum avanço na última sessão, em dezembro, depois de 13 meses sem contatos e de a Coréia do Norte testar uma arma nuclear em outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.