Coréia do Norte aceita oficialmente negociações multilaterais

A Coréia do Norte disse nesta quinta-feira que aceita conversações multilaterais sobre a questão nuclear, informou nesta sexta-feira um assessor do ministro do Exterior da Coréia do Sul."A Coréia do Norte notificou oficialmente ao governo sul-coreano que aceitará as negociações multilaterais com a participação de seis países para solucionar a crise", disse o assessor Lee Soo-hyuk. Ele confirmou ainda que, além das duas coréias, Estados Unidos, Rússia, Japão e China serão os países convocados para esses encontros. Ainda não foi definido o local, mas a capital chinesa Pequim deverá ser a escolhida. Em abril, a China sediou as conversações entre Coréia do Norte e Estados Unidos. Na época, os norte-coreanos só aceitaram discutir o assunto com os EUA, sem a presença de outra nação. Na manhã de hoje, o vice-ministro de Relações Exteriores russo, Yuri Fedotov, disse que as reuniões com os norte-coreanos sobre o programa nuclear do país devem começar imediatamente.A crise nuclear entre EUA e Coréia do Norte começou em outubro do ano passado, quando o governo norte-coreano confirmou ter reativado seu programa nuclear e em seguida deixou o Tratado de Não Proliferação Nuclear. Desde então, os EUA pressionam o governo norte-coreano a abandonar o programa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.