Coréia do Norte acusa EUA de planejarem ataque

A Coréia do Norte acusou nesta terça-feira os Estados Unidos de planejarem um ataque contra seu território ao mesmo tempo em que um enviado especial sul-coreano visita oficialmente seu vizinho comunista.A KCNA, agência oficial de notícias do governo norte-coreano,acusa o Departamento de Estado dos EUA de estar realizando o"estudo final" sobre um plano de ataque que as forçasnorte-americanas poderiam iniciar apenas horas depois derecebidas as ordens."A situação na Península Coreana está se deteriorando tãorapidamente que um confronto armado poderia ocorrer,contrariando o desejo da Coréia do Norte de encontrar umasolução pacífica para a questão nuclear", diz a nota da KCNA.A Coréia do Norte acusa freqüentemente os Estados Unidos deplanejarem um ataque, mas a nota de hoje da KCNA tem umalinguagem mais agressiva, se comparada com seus despachosanteriores. Os EUA garantem que não possuem nenhum plano de ataque contra a Coréia do Norte.Enquanto isso, o enviado do governo da Coréia do Sul, LimDong-won, reuniu-se em Pyongyang com o presidente da Suprema Assembléia Popular, Kim Yong Nam, segundo na hierarquia do governo norte-coreano. O encontro pode ser uma preparação para um reunião posterior com o líder norte-coreano Kim Jong-il.A visita do representante sul-coreano faz parte dos esforços de Seul para tentar resolver diplomaticamente o impasse nuclearentre Coréia do Norte e Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.