Coreia do Norte ameaça agir em fronteira marítima

A Coreia do Norte prometeu realizar uma ação militar se a Coreia do Sul invadir sua fronteira marítima. O comunicado norte-coreano é uma resposta a um incidente na sexta-feira no qual a Coreia do Sul disse que seu navio disparou tiros de alerta contra barcos pesqueiros norte-coreanos que cruzaram uma disputada fronteira no Mar Amarelo.

AE, Agência Estado

22 de setembro de 2012 | 11h13

A Coreia do Norte disse que a Marinha da Coreia do Sul está usando barcos de pesca de outra nação sem nome para incriminar barcos norte-coreanos e cruzar a fronteira. O país prometeu "travar uma grande guerra" caso haja mais disparos. Os barcos pesqueiros da China e de ambas as Coreias se acotovelam rotineiramente no Mar Amarelo durante a temporada de pesca de caranguejos. Vários confrontos navais desde 1999 deixaram uma dúzia mortos.

A Coreia do Norte não reconhece a fronteira marítima que foi demarcada pela Organização das Nações Unidas (ONU), liderada pelos EUA, no fim da Guerra da Coreia, entre 1950 e 1953. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.